-

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

10/07/2019 16:29

Professora de Ibiporã está entre os 50 finalistas do prêmio Educador Nota 10

Com projeto sobre o Aquífero Guarani, desenvolvido com alunos Complexo Educacional Profª. Vera Lucia Pansardi Casagrande, Josilaine Corcóvia concorre a prêmio nacional

Alunos com a professora Josilaine Margonado (à direita)

Fotos Crédito: Divulgação

Fonte: Caroline Vicentini – Núcleo de Comunicação Social/PMI. Com informações da assessoria de imprensa do

O Prêmio Educador Nota 10, maior e mais importante prêmio da Educação Básica Brasileira, já tem seus 50 finalistas. A lista, revelada no último sábado (6), conta com um projeto de Ibiporã. Josilaine Amancio Corcóvia, professora de Geografia do Complexo Educacional Profª. Vera Lucia Pansardi Casagrande, localizado no Conjunto Henrique Alves Pereira (Serraia), está na disputa pelo título da 22ª edição.


Foram quase cinco mil projetos inscritos de todo o país, que passaram pelo olhar criterioso da Academia de Selecionadores - grandes especialistas em didáticas específicas, pesquisadores das principais universidades do país, orientadores de graduação e pós-graduação, além de formadores de gestores e de professores em suas respectivas disciplinas - no último mês. Além da leitura dos cases, foram realizadas entrevistas com os educadores e solicitados materiais para a comprovação dos avanços de aprendizagem dos estudantes em suas escolas.


O projeto “Aquífero Guarani: Um tesouro escondido”, coordenado pela professora Josilaine, foi um dos três selecionados da disciplina de Geografia. Concorrem ao prêmio projetos desenvolvidos com alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio de escolas públicas e privadas em várias disciplinas.


O trabalho foi desenvolvido ao longo do ano passado com 25 alunos do quarto ano do Ensino Fundamental da instituição. O projeto de Josilaine incentivou as crianças por uma investigação científica em Geografia que partiu da pergunta: De onde vem a água de nossa cidade? Com repertório fornecido pela professora e pesquisas na sala de informática, a turma construiu jogos sobre os biomas, analisou mapas e imagens, além de fazer anotações em visitas de campo. Os alunos produziram levantamentos regionais e focaram na realidade do abastecimento local. Para isso, contaram com a parceria do Sistema Autônomo de Abastecimento de Água e Esgoto (Samae), que proporcionou palestras sobre a economia de água, visitas à captação de água do Aquífero Guarani - uma das maiores reservas subterrâneas de água doce do mundo – e que abastece o município - e à Estação de Tratamento do Samae.


A professora acompanhou as necessidades de cada aluno para que todos aprendessem linguagem textual, imagética e espacial. Mesmo os que, no início, enfrentavam dificuldades na escrita, relataram com propriedade as suas observações. A compilação dos textos resultou em um livro sobre o Aquífero Guarani, lançado em dezembro de 2018, com direito a noite de autógrafos e divulgação pela imprensa do município e também em cidades vizinhas como Londrina. “Já inscrevi projetos em anos anteriores e é a primeira vez que fomos selecionados. Estou muito feliz com este reconhecimento, pois é um trabalho sobre um tema importante – a preservação das águas subterrâneas – e que só se concretizou porque muitas pessoas colaboraram. Tivemos o apoio da secretaria municipal de Educação, que promove essas oportunidades aos professores através das parcerias com os projetos, Samae, empresas, alunos, professores e dos pais, que ajudaram na pesquisa de campo”, ressalta a professora.

Mestre em Geografia e graduada em Pedagogia, Josilaine é professora da rede municipal desde 1998 onde atuou em diversas turmas de Educação Infantil e no Ensino Fundamental.

 

Reconhecimento e premiação

 

À parte de toda a atenção da mídia e de sua valorização como profissional que contribuiu para o aprendizado dos alunos, cada um dos 50 finalistas recebe uma assinatura anual do site que dá acesso à plataforma NOVA ESCOLA DIGITAL, além de outros conteúdos e um certificado de participação. Eles também aguardam com ansiedade a seleção do top 10, que acontece na próxima semana. Cada um dos 10 vencedores do Prêmio Educador Nota 10 ganha um vale-presente no valor de R$ 15 mil, além de todas as despesas pagas para participar de uma semana de imersão e da cerimônia de premiação, marcada para setembro, em São Paulo. O Educador do Ano, escolhido pela Academia de Jurados, recebe outro vale-presente no valor de R$ 15 mil. As escolas dos professores vencedores também ganham uma verba para a celebração.

 

Confira a lista completa dos selecionados em: https://premioeducadornota10.org/ Para saber mais sobre os projetos visite também: https://www.facebook.com/premioeducadornota10/.

 

Sobre o Prêmio Educador Nota 10

 

O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. Reconhece e valoriza professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país. O Prêmio tem o apoio da Nova Escola, Instituto Rodrigo Mendes e Unicef, e o patrocínio da Fundação Lemann e SOMOS Educação. Desde 2018, o Prêmio Educador Nota 10 é associado ao Global Teacher Prize, prêmio global de Educação.