20/12/2014 16:54

Cidade Digital: Inaugurada rede de fibra óptica em Ibiporã

Município viveu dia histórico nesta quinta-feira (18) ao ser inaugurada oficialmente rede de fibra óptica, construída através do projeto piloto “Cidades Digitais” do Ministério das Comunicações

Cidade Digital: Inaugurada rede de fibra óptica em Ibiporã

 

Ibiporã viveu um dia histórico nesta quinta-feira (18) ao ser inaugurada oficialmente a rede de fibra óptica, construída através do projeto piloto “Cidades Digitais” do Ministério das Comunicações. Realizada no Auditório dos Pioneiros, no Complexo Socioeducativo, Turístico e Cultural (antiga Estação Ferroviária). O município foi selecionado em 2012 juntamente com outras 80 cidades brasileiras (oito paranaenses - Assis Chateaubriand, Bandeirantes, Ibiporã, Palmas, Quatro Barras, Santa Cecília do Pavão, São Miguel do Iguaçu, Toledo) para a primeira fase do programa federal.

 

Sustentado nos pilares infraestrutura, capacitação e inclusão digital, o projeto recebeu do governo federal R$ 393 mil para instalação da cidade digital, que conta com nove pontos de conexão em órgãos públicos em uma extensão de 10 quilômetros, para aprimorar a gestão e os serviços, além de dois locais onde a população pode acessar a internet de forma gratuita. Ibiporã foi a primeira cidade do estado a operar o programa piloto "Cidades Digitais", do Ministério das Comunicações, cujo objetivo é modernizar a gestão, ampliar o acesso aos serviços públicos e promover o desenvolvimento dos municípios brasileiros por meio da tecnologia. O programa viabiliza também a instalação de equipamentos e softwares, suporte técnico e aplicativos nas áreas de saúde, educação e gestão financeira e tributária – além de pontos gratuitos de acesso à internet para a população.

 

Em 2013, o "Cidades Digitais" foi incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal, selecionando 262 municípios, dos quais nove paranaenses (Ibaiti, Imbituva, Jacarezinho, Jaguariaíva, Pinhão, Piraí do Sul, Reserva, Santo Antônio da Platina, São Mateus do Sul) com população de até 50 mil habitantes. Com investimentos que superam R$200 milhões, a meta é atender 6,2 milhões de pessoas por banda larga com o “Cidades Digitais". No Estado, os municípios de Assis Chateaubriand, Ibiporã e Toledo já estão com a rede de fibra óptica instalada. Nas outras cidades o  Ministério das Comunicações já emitiu a ordem de serviço.

 

Cerca de 80% da área urbana é coberta pelo sinal de internet gratuita, além de cinco telecentros em operação e disponíveis para a comunidade (Indústria do Conhecimento, Biblioteca Cidadã, Biblioteca Central, Museu Histórico e de Artes de Ibiporã e CQP). "A internet passou a ser um dos instrumentos de vasta abrangência na construção da informação; hoje ela é extremamente importante e auxilia a população no quesito informação, inclusão digital e social", afirma o prefeito.

 

Em sua fala, Junior Aliano ressaltou a importância do momento para a Secretaria de TI, criada há pouco mais de um ano, e para a Administração Municipal, que desde 2009 investe em Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) para modernizar os serviços públicos e promover a inclusão digital da população. “Quero agradecer ao empenho da minha equipe e ao prefeito José Maria pela confiança depositada em um projeto ousado e que exigiu muitos investimentos. A ativação da fibra óptica vem para consolidar o que está sendo estruturado há alguns anos na cidade. Essa estrutura pode ser muito bem explorada por pelo menos 15, 20 anos, e proporcionará uma conexão de alto desempenho entre os prédios públicos, redução dos custos de manutenção e ampliação do sistema de gestão”, comentou.

 

Sandra Moya destacou a importância do investimento tecnológico que o governo federal realiza em Ibiporã, e agradeceu o empenho de Lygia Puppato em trazer recursos e importantes projetos para o município ao longo de sua vida pública. “É uma felicidade recebê-la aqui, porque você é uma grande parceira que ao longo dos anos vem trazendo presentes para Ibiporã. Temos aqui o coroamento de uma grande obra, que colocará nossa “Terra Bonita” na vanguarda da utilização da tecnologia para uma melhor prestação de serviços à população e a criação de uma cultura digital. Quero que leve os meus agradecimentos ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, pelo belo trabalho que realizamos em conjunto”, disse a vice-prefeita.

 

O diretor de Infraestrutura enfatizou que Ibiporã está sendo exemplo do que é uma parceria bem sucedida entre governo federal e instância municipal. “A iniciativa do gestor municipal é o fator mais importante para o bom andamento do projeto. E José Maria e sua equipe foram extremamente profissionais, agilizados e comprometidos. Esta administração tem os olhos voltados para o futuro. Parabéns, Ibiporã! Espero que possamos avançar cada vez mais”, desejou Bernardes.

 

Saudando a todos, José Maria argumentou que a ativação da rede de fibra ótica colaborará para o desafio de “colocar Ibiporã com os dois pés no futuro”. “Precisamos aproveitar este tesouro tecnológico para construir um novo tempo em nossa cidade. O aporte financeiro do Ministério das Comunicações não foi o mais importante, mas o fato de acreditar no potencial de uma cidade do interior para a implantação de um projeto piloto desta envergadura, que não apenas moderniza a gestão municipal, mas promove a inclusão social, através da educação digital, acesso gratuito à internet e qualificação profissional na área tecnológica”, pontuou o prefeito.

 

Ao relembrar os critérios para a escolha dos municípios que receberiam o projeto piloto, Lygia Puppato ressaltou que Ibiporã foi selecionada entre as mais de mil cidades que se inscreveram devido a qualidade de seu projeto. “Nutro um carinho especial pela cidade, porque há vontade da administração e técnicos capacitados para o desenvolvimento de políticas de inclusão digital", acrescentou a secretária. “Estas fibras são muito potentes e agora pertencerão a Prefeitura de Ibiporã. Agendamento de consultas on line, agilidade no resultado dos exames laboratoriais, prontuários eletrônicos, consulta de notas e avaliação do desempenho dos alunos, pagamento de tributos pela internet, ampliação da rede de monitoramento urbano e dos prédios públicos, são apenas alguns benefícios aos quais a população terá acesso por meio dos aplicativos de governo eletrônico para as prefeituras. Daqui a um ano quero voltar aqui e que Ibiporã seja uma “cidade inteligente”, que utiliza as TICs para melhorar a qualidade de vida da população”, propôs.

 

Lygia também informou que a maior parte da fibra a ser instalada a partir de agora será subterrânea (diminuindo custos de contratação de uso de postes e de manutenção futura). A secretária também anunciou que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Jardim John Keneddy e Taquara do Reino terão acesso a internet banda larga através do programa Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac), que promove o acesso à internet gratuita principalmente em localidades isoladas. Com a adesão do Ministério da Saúde, 10 mil UBSs também passarão a ter acesso à rede mundial de computadores por meio do programa.

 

A cerimônia foi prestigiada pela secretária de Inclusão Digital, Lygia Pupatto, o diretor do Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital, Américo Tristão Bernardes, o prefeito José Maria Ferreira, a primeira-dama e presidente de honra da Associação de Proteção à Maternidade, Infância e Família (APMIF), Eliana Eik Borges Ferreira, a vice-prefeita, Sandra Moya, o secretário municipal de Tecnologia da Informação, Junior Aliano, o vice-presidente da Câmara de Vereadores, Orlando Ferreira, o gerente de projetos da MSTECH, Rodney Antuniassi, a gerente interina do Senac-Londrina, Patrícia Ferraz Pedroso, representantes das cidades de Assis Chateaubriand e São Miguel do Iguaçu, também contempladas pelo “Cidades Digitais”, além de demais secretários, diretores e servidores da Prefeitura Municipal de Ibiporã. O evento integrou o calendário de comemorações pelos 67 anos de emancipação política do município.

 

Já está em andamento a transferência de posse da operacionalização da rede de fibra óptica do Ministério das Comunicações para o município de Ibiporã. Durante seis meses a Petcom Eletrônica e Comunicações, de São Paulo, empresa contratada pelo governo federal para instalação do sistema em todo o Sul do Brasil, fará uma operação assistida e transferência de conhecimento.

 

Capacitação

 

Na mesma ocasião, em parceria com a Secretaria de Educação, foi realizada a formatura dos professores participantes da terceira etapa da “formação em tecnologia para educação”, do Programa “Viver Digital”, realizada ao longo de 2014. Este projeto, desenvolvido desde 2010, através de uma parceria entre a Secretaria de TI, e a Secretaria de Educação, com a execução da empresa MSTECH, idealizadora e responsável pelo desenvolvimento do “Viver Digital”, na rede municipal de ensino, tem o objetivo de promover o uso da tecnologia na educação, fazendo com que os alunos fiquem mais motivados durante as aulas, favorecendo um maior envolvimento dos educadores e aproveitamento dos estudantes.

 

Ibiporã também é pioneira na área de Educação Digital. Há quatro anos o município instalou lousas digitais nas salas de aula, as primeiras do estado a serem utilizadas na rede municipal de ensino. As lousas funcionam como um computador, fornecendo som, imagem e vários outros recursos de aprendizagem, como jogos e filmes. Atualmente, das 110 salas da rede municipal de ensino, cerca de 80 já possuem a lousa digital. “Outra boa notícia é que já está em fase final de licitação a compra de mais 50 lousas digitais”, revelou o secretário de TI.

 

Também foi realizada a formatura de duas turmas do curso de operador de computador, executado pelo Senac, com recursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). As turmas de Ibiporã foram as primeiras do Brasil a se formarem através da parceria entre Ministério das Comunicações e Educação, com recursos do Pronatec.