Cultura e Turismo

 

Publicado em: 24/03/2022 17:40 | Fonte/Agência: Nucleo de Comunicação Social/PMI com informações da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo/PMI

Evento “Entre Elas”, promovido pela administração municipal por meio da secretaria de Cultura e Turismo e em parceria com a APMIF, homenageia mulheres ibiporaenses

Realizado na noite de terça-feira (22), no Cine Teatro, evento promovido pela administração municipal, por meio da secretaria de Cultura e Turismo e pela APMIF reuniu representantes de diferentes profissões para celebrar as conquistas femininas

Whatsapp

 

Evento “Entre Elas”, promovido pela administração municipal por meio da secretaria de Cultura e Turismo e em parceria com a APMIF, homenageia mulheres ibiporaenses
Divulgação/PMI

Valorização, reconhecimento, homenagem, prestígio e agradecimento. Estas palavras deram o tom ao “Entre Elas”, evento especial em homenagem ao Mês da Mulher, realizado na noite de terça-feira (22), no Cine Teatro Padre José Zanelli.

Realizado pela administração municipal, por meio da secretaria de Cultura e Turismo (SMCT) e da Associação de Proteção à Maternidade, Infância e Família (APMIF), o evento reuniu representantes de diferentes profissões e áreas de atuação para celebrar as conquistas femininas, mas também refletir sobre a condição de vida da mulher, por uma sociedade mais justa e igualitária. O acontecimento também marcou a abertura das comemorações pelos 75 anos de emancipação política de Ibiporã, o jubileu de diamante, a ser celebrado em 8 de novembro.

O evento contou com a participação de representantes do Conselho da Mulher Empresária de Ibiporã, Grupo Mulher Atual, Centro do Artesanato de Ibiporã, mulheres pioneiras e professoras, artistas, profissionais da Educação e servidoras municipais, e das secretarias da Assistência Social, Cultura e Turismo, Educação e Saúde.

Já no saguão do Cine Teatro, as convidadas foram recepcionadas pela cantora Elisângela e o saxofonista Ideval, os quais se apresentaram como uma contrapartida da Lei Aldir Blanc (Lei Federal 14.017/2020, de apoio ao setor cultural criada para minimizar os impactos da pandemia de Covid-19).

Dando as boas vindas aos convidados, a secretária de Cultura e Turismo, Lourdes Narcizo, ressaltou em sua fala que o mês de março relembra a luta histórica das mulheres por melhores condições de trabalho e igualdade de gênero. “As transformações sociais ocorridas nas últimas décadas desencadearam profundas mudanças, inclusive a redefinição do papel das mulheres, que aos poucos deixaram de se limitar à esfera doméstica e atualmente ocupam diferentes funções na sociedade. Não obstante as conquistas em diferentes aspectos, ainda há muito o que avançar. É um momento de reconhecimento e celebração mas também de luta, visto que ainda existem muitos problemas a serem resolvidos, como a desigualdade salarial, a violência doméstica, o feminicídio,  a discriminação”, citou a secretária.

Secretária Municipal de Cultura e Turismo, Lourdes Narcizo tratou sobre a redefinição do papel das mulheres na sociedade

Em seguida, a vice-prefeita Mari de Sá foi chamada ao palco para sua mensagem aos presentes. “É uma alegria e uma benção ser mulher! Podemos unir a sensibilidade, o acolhimento, carinho com as pessoas, e ao mesmo tempo ter a firmeza, retidão, para tomar decisões quando estamos diante de situações difíceis, ou em posição de liderança, chefia, seja na casa ou no trabalho. Ainda há muito a evoluir. Temos que perseverar; desempenhar bem nosso papel para credibilizar o nome da mulher. Vamos acreditar e valorizar umas às outras. Juntas somos mais fortes!”, concluiu a vice-prefeita.

Vice-prefeita, Mari de Sá registrou sobre a alegria e a benção de ser mulher

A primeira-dama, presidente de honra e voluntária da APMIF, professora doutora Eliana Eik Borges Ferreira, também fez uso da palavra. “O que nos motiva? Penso que nossa principal missão é contribuir para humanizar a sociedade. Para isso é necessário acreditar, sonhar e buscar um mundo melhor. Desejo a cada uma de nós, que ao levantar todos os dias pela manhã possamos pensar - eu creio. Eu posso. Nós podemos. Um caloroso abraço com a certeza de que todas nós fazemos a diferença neste mundo”, enfatizou Eliana.

Primeira-dama, presidente de honra e voluntária da APMIF, Eliana Eik Borges Ferreira fez uso da palavra para registrar sobre a missão da muher em contribuir para humanizar a sociedade

Também presente no “Entre Elas”, o prefeito José Maria Ferreira frisou que as mulheres merecem todos os elogios, respeito e igualdade. “Vocês são força, inspiração. Sonham, conquistam e realizam. E essas conquistas vêm amparadas pelo amor, senso de justiça, verdade. De forma carinhosa, a mulher vai se impondo como uma realizadora no mundo no qual vive. Parabéns às mulheres”, felicitou o prefeito.

Prefeito José Maria Ferreira registrou seu respeito e admiração pelas mulheres, por suas conquistas, pelo seu amor, pelo senso de justiça e pela verdade

Homenageada da noite

A homenageada da noite especial foi a pioneira Maria Izabel Rodrigues da Silva, de 102 anos. Nascida em Avaré, interior de São Paulo, veio com a família para Ibiporã em 1.946. Ensinou a centenas de mulheres corte e costura. Exemplo de mulher trabalhadora, continua recebendo amigos em casa e ocupando o tempo com trabalhos manuais – ainda hoje confecciona peças em crochê para presentear familiares.

Um vídeo com depoimento da pioneira foi gravado pela equipe da SMCT e exibido durante o evento. A pioneira não esteve presente, mas foi representada pelo sobrinho – Marcos de Freitas Rodrigues - e a esposa dele, Leilaine Furlaneto Rodrigues, os quais receberam flores como um gesto de reconhecimento e agradecimento à senhora Maria Izabel.

Palestrantes

O evento também foi abrilhantado pelas palestras de duas convidadas especiais – a juíza da Comarca de Ibiporã, Marina Bardou Zunino, e a tenente Luana da Silva Pereira, comandante da Seção do Corpo de Bombeiros de Ibiporã.

Com o tema “A dor e a delícia de ser mulher nos dias de hoje”, a juíza ressaltou a importância da mulher se autoconhecer para fazer escolhas mais assertivas. “Precisamos saber quais são nossas qualidades, defeitos, direitos para fazer escolhas mais conscientes e eficientes para nós e nossas famílias. Para ter a coragem de mudar, temos que parar, refletir e trabalharmos para isso”, assinalou Marina Bardou.

Em seguida, os presentes ouviram o testemunho da Luana da Silva Pereira, primeira mulher a assumir o comando da corporação do Corpo de Bombeiros de Ibiporã, que também atende a outros sete municípios. A tenente Luana também foi a primeira mulher a assumir o cargo em Cambé, em 2018, onde ficou por quase três anos. “Na minha história tenho uma referência feminina muito forte, que é minha mãe, a dona Zildinha. Ela fez do meu sonho de ser uma oficial, algo incomum para uma mulher, o sonho dela, e não poupou esforços para que eu conseguisse me formar. Ela é a minha inspiração diária para que eu cumpra o meu trabalho da melhor forma possível, buscando fazer a diferença, e principalmente, para eu não desistir do meu sonho. Minha mãe nos ensinou o poder da fé. E através do exemplo dela, hoje eu também posso me tornar um exemplo para outras pessoas e é nisso que eu de fato acredito. Eu queria ser militar, usar farda desde pequena. Meu pai era militar também. Se você tem um sonho, persevere! Nunca deixe ninguém dizer que você não é capaz, não vai conseguir, ou que aquele lugar não é para você. Tenha foco, força, e acima de tudo fé. Acredite em sua força e inteligência, nas relações que nos une”, enfatizou a tenente Luana.

Juiza da Comarca de Ibiporã, Marina Bardou Zunino, em sua palestra, tratou sobre a dor e a delícia de ser mulher nos dias de hoje

A tenente Luana da Silva Pereira, primeira comandante mulher do Corpo de Bombeiros de Ibiporã tratou sobre persistência, luta, dedicação e força em seu testemunho

Confira o álbum completo do evento, CLICANDO AQUI!